Google News - Top Stories

sábado, 30 de março de 2013

A Associação Brasileira do Veículo Elétrico - ABVE

Histórico:


Em abril de 2004 o INEE - Instituto Nacional de Eficiência Energética, uma organização não governamental sem fins lucrativos, voltada à promoção da eficiência na transformação, no transporte e no uso final da energia em todas as suas formas, sediada no Rio de Janeiro, lançou a proposta de criação de uma Associação Brasileira do Veículo Elétrico. A ideia original foi apresentada durante o II Seminário Sobre Veículo Elétrico ocorrido, em São Paulo, naquela ocasião.

No entanto, antes mesmo de lançar a ideia da Associação Brasileira do Veículo Elétrico, o INEE já havia iniciado em 2002 uma atividade intensa de promoção do desenvolvimento e utilização desses veículos no Brasil, tendo lançado, ainda em 2004, o PortalVE, em parceria com o Canal Energia, que durante um ano e três meses divulgou os veículos elétricos através de editoriais, artigos, opiniões e notícias, tendo atingido 54.000 page views.

Sendo de amplo conhecimento que a eficiência energética dos veículos convencionais é muito inferior aos níveis teoricamente possíveis, o INEE já entendia, naquela época, que um grande passo para aumentar a eficiência nesse uso da energia se daria com a evolução e difusão do uso da tração veicular elétrica.

Assim, e também seguindo uma tendência mundial, a iniciativa de criar a ABVE teve como objetivo apoiar, promover e divulgar no país todos os benefícios proporcionados pelos Veículos Elétricos (VEs). Uma iniciativa a fim de intensificar, de modo irreversível, o uso desses veículos, que combinam os benefícios da alta eficiência energética, baixo nível de ruído e de emissões e custos operacionais muito competitivos.

A própria fundação do INEE, em 1992, foi uma iniciativa de grupo de especialistas em eficiência energética que queriam criar uma organização não governamental que discutisse e divulgasse o tema de forma continuada já que, no âmbito governamental, a conservação de energia geralmente só constituía tema prioritário em situações de crise de oferta.

Sendo assim, o pessoal ligado ao INEE tem uma plena visão de que os VEs também podem produzir efeitos de carga consideráveis no sistema elétrico interligado do Brasil. O INEE tem trabalhado este tema no âmbito da geração distribuída e enxerga um papel extremamente positivo para redução de perdas de transmissão e distribuição no setor elétrico.

Um carro de família percorre, em média, 20.000 km por ano. Se for um VE puro (Veículo puramente elétrico a bateria), consumirá, com a tecnologia atual, em média, 200 W.h/km, ou seja, terá uma demanda anual de eletricidade para transporte da mesma ordem de grandeza que para os demais usos.

As baterias deste tipo de veículo acumulam cerca de 30 kWh, ou seja, para carregar na rede de distribuição poderá demandar 8 horas com uma carga de 4 kW. Assim, se crescer a população de VE puros, haverá um fortíssimo impacto na rede de distribuição de energia elétrica.

Por outro lado, um VEH (Veículo Elétrico Híbrido), quando estacionado pode perfeitamente ser interligado ao sistema elétrico pois funciona como um sofisticado gerador móvel. A economicidade do VEH aumenta se houver, no local, demanda por água quente, que é um co-produto da geração elétrica.

Como os veículos particulares ficam estacionados mais de 90% do tempo e os VE têm sofisticados computadores de controle a bordo, eles podem funcionar como reservas que atendem necessidades da edificação a que estão ligados como "no break" ou cumprir pelo menos dois papéis como Gerador Distribuído:

Serviços ancilares os sofisticados sistemas de controle de bordo poderiam analisar as curvas da onda e prestar alguns serviços especiais como a redução de reativos, apoio em caso de black-start, back-up e redução de reativos.

Alívio de Carga interligados a uma mesa de controle central, os VEs, quando em grande quantidade podem vir a atender necessidades sistêmicas de energia, equilibrando localmente os sistemas.

O tema ainda hoje é muito novo, mas o INEE - que trabalha também a questão da Geração Distribuída - tem promovido diversas discussões sobre o tema, notadamente nos Seminários. Para mais informações sobre algumas experiências na California, por exemplo, visitar a home page da AC Propulsion.

O INEE acredita que a penetração dos VEs no mercado se dará de forma espontânea, pelas suas virtudes na medida que os consumidores percebam claramente suas vantagens. A dificuldade é que se trata de uma mudança de paradigma, um processo de adaptação doloroso para os atores tradicionais e que necessita superar barreiras de mercado e culturais.

O INEE tem se colocado como produtor do máximo de informação para a sociedade através de seminários, workshops e exposições. Assim, o INEE se tornou pioneiro em abranger a realização de seminários anuais desde 2003. 

Associação Brasileira de Veículos Elétricos - ABVE, finalmente foi criada com o apoio do INEE em 15 de agosto de 2006, e tem como objetivo principal, divulgar os benefícios dos veículos elétricos, promovendo o seu uso. A partir de sua criação, a ABVE tem participado da organização de todos os seminários sobre VEs.

Juntamente com a ABVE, o INEE continuou organizando seminários sobre Veículos Elétricos e Rede Elétrica. Com o crescimento exponencial do mercado para estes veículos no Brasil, a Mes Eventos e a ABVE realizam o 9º Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias, em São Paulo, entre 10 e 12 de setembro de 2013.

A Associação Brasileira do Veículo Elétrico - ABVE é uma associação civil de direito privado sem fins econômicos. Veículos Elétricos (VE) é entendido como sendo veículos automotores que utilizam pelo menos um motor elétrico para sua tração.

Missão da ABVE: Promover a ampla utilização de veículos elétricos no país, para tornar o transporte de pessoas e cargas mais limpo e eficiente, em benefício do bem-estar da população, do meio ambiente e do conjunto dos seus associados.

Os objetivos específicos, diretrizes e princípios relacionados abaixo orientam as ações da ABVE para o cumprimento de sua missão.

Os Objetivos Específicos da ABVE são:

  • Promover o desenvolvimento, a demonstração, a comercialização e a utilização de veículos elétricos no Brasil;
  • Promover e participar de estudos e pesquisas em tecnologia veicular elétrica, inclusive a definição de padrões;
  • Desenvolver programas de informação, dirigidos à imprensa, á indústria, a instituições de ensino, aos responsáveis pela formulação e aprovação de leis e regulamentos, aos formadores de opinião e aos potenciais usuários;
  • Atuar junto às autoridades, entidades empresariais, indústrias e possíveis usuários, visando a tomada de decisões que incentivem o desenvolvimento e o uso da tecnologia veicular elétrica;
  • Levantar e divulgar informações sobre o mercado de veículos elétricos no Brasil e no Exterior;
  • Promover a utilização de veículos elétricos nas frotas do poder público, bem como nas frotas de veículos de serviços sob regime de concessão;
  • Estimular estudos e projetos com a participação de empresas de energia, combustíveis e fabricantes de veículos;
  • Constituir fonte primária de informação sobre aspectos técnicos, políticos, educacionais e de mercado do veículo elétrico, promovendo a sua difusão pelos meios de comunicação;
  • Representar os associados judicial ou extrajudicialmente na defesa de interesses coletivos ou individuais homogêneos, sem necessidade de autorização específica da Assembléia Geral.


As Diretrizes da ABVE são:

  • Priorizar atuação junto às autoridades e entidades empresariais relacionadas ao setor automotivo, visando à tomada de decisões que incentivem o desenvolvimento e o uso de veículos elétricos;
  • Buscar participação representativa em entidades e organismos decisórios relacionados ao setor automotivo e à pesquisa e desenvolvimento tecnológico de seu interesse;
  • Constituir parcerias e outras formas de colaboração com entidades congêneres de outros países visando ações conjuntas e intercambio de informações;
  • Promover a demonstração de veículos elétricos e seus benefícios a representantes do governo, tomadores de decisão das empresas e outras entidades e para o público em geral.
  • Apoiar aperfeiçoamentos técnicos para otimizar componentes e produtos;
  • Recomendar guias, procedimentos, critérios e padrões a respeito de veículos elétricos para o Brasil;
  • Organizar e/ou participar ativamente em conferências, seminários, simpósios, exposições, competições, desfiles e feiras nacionais e internacionais;
  • Promover e incentivar a formação e o aperfeiçoamento de pessoal de empresas, universidades, centro de pesquisas e escolas técnicas;
  • Ampliar a base de associados da ABVE;
  • Estimular a criação de associações similares em outros países da América Latina.


A ABVE se rege pelos seguintes princípios:

  • Responsabilidade para com a sociedade no que diz respeito ao uso dos recursos naturais, ao meio ambiente e aos interesses e bens comuns;
  • Compromisso para com os associados, no que diz respeito ao cumprimento dos objetivos da ABVE;
  • Busca permanente da qualidade e da eficiência;
  • Desenvolvimento e ampla divulgação do conhecimento;
  • Adoção das soluções de maior proteção ambiental e energeticamente mais eficientes, consideradas todas as etapas de processamento dos combustíveis desde a prospecção e exploração das matérias primas até a utilização final na tração dos veículos;
  • Adoção de práticas de gestão necessárias e suficientes à efetivação de seus propósitos e para coibir a obtenção, de forma individual ou coletiva, de benefícios e vantagens pessoais, em decorrência da participação nos processos decisórios.

Dados Cadastrais:


Associação Brasileira do Veículo Elétrico - ABVE - CNPJ: 08.338.685/0001-92 - Inscr. Municipal (Prefeitura do Rio de Janeiro): 379.176-9

Endereço:


Rua Manuel de Carvalho, 16 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro – RJ - Brasil - CEP: 20031-110


Emailabve@abve.org.br

Acesse o site e se torne um Associado da ABVE, e participe como pessoa física ou jurídica da promoção das soluções para um transporte eficiente e limpo.

Fone: (21) 2532-1389 - Fax: (21) 2532-1389

Eventos Recentes e Futuros:


O Brasil passa por um momento de mudanças. Crescimento econômico, ampliação do poder de compra e aumento da consciência ambiental da população são alguns exemplos dessas mudanças. É cada vez maior o numero de consumidores que requerem produtos e atitudes sustentáveis por parte das companhias, e essa demanda passa por todos os segmentos da economia, inclusive no automobilístico.

O crescimento do mercado para todos os elos da cadeia produtiva dos veículos elétricos e a demanda por conhecimentos sobre o setor nos impulsionaram a realizar o único salão especializado em veículos elétricos da América Latina”, afirma Jayme Buarque de Hollanda, presidente do conselho da ABVE.

Atualmente, a maioria das fabricantes de veículos está desenvolvendo algum projeto no segmento. A Renault, Nissan e Mitsubishi apresentaram seus veículos a bateria, e alguns modelos híbridos da Ford, Mercedes e Toyota já chegaram mercado. A Fiat participa de um projeto com a geradora de energia Itaipu Binacional no desenvolvimento de um carro híbrido de passageiros. A Eletra e a Tutto Trasportti intensificaram a sua produção de ônibus elétricos e a VOLVO e a BYD também começaram a criar produtos deste segmento. Os fabricantes de veículos em duas rodas também apresentam grande interesse em ampliar a sua atuação no segmento elétrico, com destaque para a Kasinski, a Ducati e a Sense Bike.




Todas essas inovações estarão presentes no 9º Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias que se realizara com a parceria entre a ABVE e a Mes Eventos, em São Paulo, entre 10 e 12 de setembro de 2013 e que contará também com um congresso, onde os maiores especialistas brasileiros no assunto debaterão sobre o cenário atual para o desenvolvimento e uso de carros elétricos pela população. 

Em 2012, o Salão de Veículos Elétricos recebeu um público de 3500 vindos de diversos países, entre eles: Colômbia, Uruguai, Argentina, México, Panamá, Alemanha, Portugal, Espanha, Itália e China.

Atualização 2014:




Atualização 2015:


A ABVE - Associação Brasileira do Veículo Elétrico estará presente na Ilha Conceito Smart City, que será montada na 28º FIEE (Feira Internacional da Indústria Elétrica, Eletrônica, Energia e Automação, que está acontecendo, esta semana, de 23 a 28/03 de 2015, no Anhembi)."

Veja Também:


Os Custo das Baterias de Íon de Lítio e a Irrealidade Brasileira




Um comentário:

  1. estou no aguardo de pessoas . engenheiro do ramo alerta dos segredos nqo hq tomadas se no japaqo houve problemas com energia nao pode haver tomadas e sim carregadores inteligentes e bem humanitario ,sem poluicao e sem carregar nas tomadas ou postos de abastecimento,,,e ai....

    ResponderExcluir

Licença Creative Commons
Este trabalho de André Luis Lenz, foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.